Compartilhar:

Cuidados com a pele em dias de frio

Category: Tratamento Estético Comentários: 0

O frio aliado a outros fatores favorecem o ressecamento da pele, confira algumas dicas para evitar essa condição.

Com a chegada do frio, manter a pele com um bom nível de hidratação torna-se um desafio. A temperatura mais fria e o baixo nível de umidade aliam-se aos banhos quentes, uso excessivo de sabonetes e àquela preguicinha de passar o hidratante para deixar nossa pele ressecada.

Mas o que tem de errado com a pele seca?

Por si só, até pode parecer que não há nada de errado em estar com a pele ressecada. O problema é que ela pode vir associada a alguns problemas como os descritos abaixo:   

  •  Coceira
  •  Áreas de pele áspera e espessa
  •  Áreas de pele com rachaduras, que podem se tornar dolorosas e até sangrar
  •  Eczema - manchas arredondadas, descamativas, avermelhadas e que trazem muita coceira
  •  Infecção bacteriana

E como podemos tratar a pele ressecada?

O primeiro passo é identificarmos os fatores que estão causando esse ressecamento. Seu médico irá conversar com você sobre seus hábitos diários, seu trabalho e produtos que você está fazendo uso ou que entrem em contato com sua pele no seu dia-a-dia. Mas como estamos falando do frio, já pode iniciar algumas mudanças com as seguintes dicas:

Cuidado com a água quente

Sim, eu sei que esse friozinho faz com que a gente aumente a temperatura da água no chuveiro! E fica muito difícil de sair debaixo da água quando terminamos o banho. Mas temos que fazer um esforcinho - a associação da água quente, com o sabonete em excesso e o banho demorado é a mistura perfeita para ficarmos com a pele muito ressecada. O ideal é o banho durar, no máximo, 10 minutos e preferencialmente com a água morna.

Use pouco sabonete

O uso em excesso de sabonetes e detergentes promove a remoção da camada protetora da nossa pele que é hidrolipídica, tornando a nossa pele ressecada. Escolha opções suaves e com menos fragrâncias.

Hidrate sua pele

Os hidratantes são importantes armas para a proteção e manutenção do manto hidrolipídico e, cada pele, vai necessitar de um hidratante específico. Ao examinar sua pele, seu médico poderá te ajudar na escolha. Há várias opções a venda em farmácias: hidratantes em óleo, em creme, em serum, em gel e gel-creme e cada um terá sua função específica. Por exemplo, o hidratante em creme, por apresentar uma maior consistência, é excelente para áreas muito ressecadas, porém, se você tiver a pele do rosto com tendência à acne não será a opção ideal para essa região.

É importante conversar com seu médico sobre a formulação do seu hidratante também e, sempre que possível, leve os produtos que você já vem em uso na consulta médica. Assim fica mais fácil, orientar quanto a que produtos devem ser mantidos ou retirados do seu uso diário.

Se essas dicas não forem suficientes para deixar sua pele hidratada, não deixe de procurar seu médico dermatologista. Leve seus produtos de uso diário na consulta e converse francamente sobre seus hábitos. Essa será a melhor maneira de manter sua pele sempre saudável, não importa a estação do ano.

Conteúdo por: Drª Ana Paula Nicola